Como é o processo de reciclagem de plásticos e sua transformação em novos produtos.

  • Home
  • blog
  • Como é o processo de reciclagem de plásticos e sua transformação em novos produtos.
blog image

Já publicamos aqui em nosso Blog sobre a importância da reciclagem e quais são os seus benefícios para a vida humana e para a natureza. Também já descobrimos o quanto a reciclagem é essencial para o reaproveitamento das matérias-primas por meio da reciclagem, o que diminui a procura por novas matérias-primas na natureza.


Hoje falaremos sobre o processo de reciclagem de plásticos e como nesse
processo ocorre a transformação em novos produtos.

Via de regra, a reciclagem de plástico descartado consiste, basicamente, em três processos:

1) coleta e separação: é a separação dos resíduos de acordo
com o seu material;

2) revalorização: é a fase na qual o material já separado
passa por um processo que faz com que ele volte a ser matéria-prima; e

3) transformação: fase em que o material transformado em matéria-prima gera um novo produto.

Existem três tipos de reciclagem de plásticos, que geram diferentes tipos de produtos e benefícios.

Destacaremos a seguir.


1) Reciclagem mecânica: é o método mais comum e que transforma os
plásticos em pequenos grânulos, que podem ser utilizados na produção de
novos materiais, como sacos de lixo, pisos, mangueiras, embalagens não-
alimentícias, peças de automóveis, entre outros.


2) Reciclagem química: trata-se do modelo mais elaborado, que
reprocessa os plásticos para transformá-los em materiais petroquímicos
básicos, que servem de matéria-prima para a criação de produtos de elevada qualidade. Não requer uma triagem tão minuciosa, quanto no procedimento mecânico. No entanto, é um procedimento mais caro e necessita de enormes quantidades de plástico para ser economicamente viável.


3) Reciclagem energética: tecnologia que faz a reciclagem de plásticos
por meio de sua transformação em energia térmica e elétrica, através da
incineração, permitindo o aproveitamento do poder calorífico armazenado nos

plásticos. Além disso, esse tipo de reciclagem permite também que os plásticos sejam aproveitados como combustível. Esse procedimento é muito importante, pois cria novas matrizes energéticas e traz ainda um grande benefício para as cidades, aliviando o peso da questão do destino do lixo urbano.

A reciclagem do plástico, como pudemos ver até agora, pode gerar até energia.
Porém, queremos destacar a resina, produto obtido da reciclagem do plástico, que dá origem a objetos os mais variados: PET (fibra para carpete, tecido, vassoura, embalagem de produtos de limpeza, acessórios diversos), PEAD (frascos para produtos de limpeza, óleo para motor, tubulação de esgoto, conduíte), PVC (mangueira para jardim, tubulação de esgoto, cones de tráfego, cabos), madeira plástica, PS (placas para isolamento térmico, acessórios para escritório, bandejas) etc.


Não reciclar, ou não destinar adequadamente os resíduos plásticos, é abrir mão de uma infinidade de possibilidades a partir da reciclagem do plástico, que dá origem a diversos produtos, os quais retornam para o mercado com preços competitivos e que, consequentemente, geram valores e também influenciam na não exploração de novas matérias-primas na natureza.

Fontes:
https://mundoeducacao.uol.com.br/
https://www.ecycle.com.br/